post

Projeto brasileiro transforma desenhos de alunos em animações

Projeto brasileiro transforma desenhos de alunos em animações

A ideia é propor uma nova maneira de memorizar o conteúdo, ampliar o domínio das linguagens e estimular a criatividade nas salas de aula. Implementado em vinte escolas no estado de São Paulo, iniciativa tem como foco crianças a partir de 4 anos
Imagine aprender sobre a história do Brasil desenhando os personagens principais do descobrimento? Ou aprofundar os conhecimentos sobre matemática criando um bate papo entre os números? Pois essa é a proposta do projeto De Criança Para Criança (DCPC). O programa, que integra as linguagens verbal, visual, gestual e sonora, foi criado para fazer parte da rotina nas salas de aula, promovendo um aprendizado mais criativo, instigante e dinâmico. “O programa é muito simples. O professor apenas dá uma aula um pouco diferente. Por exemplo, em uma aula de ciências, os alunos podem ser estimulados a criarem uma história sobre a chuva. Assim, eles desenham os personagens, cenários e narram as animações, baseado no conteúdo que aprenderam”, explica o diretor de arte e artista plástico, Vitor Azambuja, um dos sócios do DCPC.
Depois, o professor fotografa os desenhos, grava as narrativas das crianças com o próprio celular e envia o material pela plataforma Criando Juntos. Na sequência, as histórias são transformadas em animações em 2D — que variam de 1 a 3 minutos de duração — por diretores de arte, produtores musicais e animadores. Os vídeos ficam disponíveis no canal do Youtube para que os alunos assistam e compartilhem. “Assim, os estudantes conseguem aprender de uma maneira mais legal, memorizam melhor o conteúdo, ampliam o domínio das linguagens e aprimoram outras habilidades necessárias para a formação de pessoas colaborativas, autônomas, criativas e inovadoras”, completa Vítor.

O DCPC dispõe, ainda, de apostilas que são sugestões para os professores aplicarem a metodologia em sala de aula — tudo de acordo com os conteúdos propostos pela Base Nacional Comum Curricular (BNCC). “Já temos mais de 700 animações no nosso canal. Estamos na Dinamarca e iniciando operação nos Estados Unidos. Estamos no GRAACC, Dorina Nowill e APAE”, diz Vitor. O programa já foi implementado na grade intracurricular de 20 escolas do estado de São Paulo, impactando mais de 5 mil alunos, entre 4 a 15 anos de idade.
Fonte: Crescer

Sem comentários

Deixe uma resposta