post

Filho único: como estimulá-lo a brincar?

Filho único: como estimulá-lo a brincar?

“Na primeira infância, o brincar sozinho não é um problema”, explica o nosso colunista

As crianças pequenas têm uma capacidade de autoestimulação muito grande. É só ver como elas se entretêm, muitas vezes, com objetos que nós, adultos, não damos muita bola, como papéis, caixas, potes etc. Isso não quer dizer que não necessitem de estímulos externos e de outras crianças para brincar junto.

O crescimento é um processo gradual, que envolve aprendizagem física, cognitiva, emocional e social. Na primeira infância, o brincar sozinho não é um problema. Seu filho dará conta desse desafio de uma forma intensa e criativa.

Para incentivar, devemos oferecer papel, giz, lápis, massinha, jogos de encaixar, bonecos de diferentes tamanhos e formas, boas músicas, filmes e livros. Mesmo com tudo isso, seria importante encontrar caminhos para que ele se reúna com outras crianças em parques, centros culturais, espetáculos teatrais, no playground do prédio etc. Será nesse convívio que ele aprenderá lições fundamentais para a vida em comunidade. Boas brincadeiras e boa vida!

Fonte: Crescer

Sem comentários

Deixe uma resposta