post

Diário de gratidão: tática reduz materialismo entre as crianças

Diário de gratidão: tática reduz materialismo entre as crianças

Segundo pesquisa, o materialismo tem sido associado a uma variedade de problemas de saúde mental, como ansiedade e depressão, além de atitudes e comportamentos egoístas. Mas é possível reduzir essa tendência com uma estratégia bem simples
Seu filho não costuma ser generoso? Está mais preocupado com recompensas ou presentes? A ciência tem boas notícias! Um novo estudo publicado no Journal of Positive Psychology sugere uma tática para reduzir as tendências materialistas das crianças.

“Nossas descobertas mostram que é possível reduzir o materialismo entre os jovens consumidores, bem como uma de suas conseqüências negativas mais comuns (não-generosidade) usando uma estratégia simples – estimulando a gratidão pelos bens e pessoas em suas vidas”, revelou o pesquisador Lan Nguyen Chaplin, professor associado de marketing da Universidade de Illinois em Chicago e co-autor do estudo.

COMO FOI O ESTUDO?
Para chegar a essa conclusão, os pesquisadores observaram mais de 900 adolescentes de 11 a 17 anos e pediram que eles atribuíssem um valor específico a oito itens em forma de dinheiro e bens materiais e, em seguida, com uma escala de gratidão.
Os cientistas, então, conduziram um experimento onde os jovens foram aleatoriamente designados para manter um diário por duas semanas. Um grupo foi convidado a registrar por quem e por que eles estavam agradecidos a cada dia, mantendo um diário de gratidão. O segundo grupo tinha apenas que listar suas atividades diárias.

Depois de duas semanas, os diários foram coletados e os participantes completaram as mesmas medidas de gratidão e materialismo de antes. Além disso, eles receberam 10 notas de US$ 1 por participar e disseram que poderiam manter todo o dinheiro ou doar um pouco ou todo para a caridade.
O QUE MOSTRARAM OS RESULTADOS?

Segundo os resultados, os participantes que foram encorajados a manter um diário de gratidão mostraram uma diminuição significativa no materialismo e aumento de gratidão. O grupo de controle, que manteve o diário de atividades, teve o mesmos níveis de gratidão e materialismo de antes do experimento.

Além disso, o grupo do diário de gratidão se mostrou mais generoso. Os adolescentes, que escreveram sobre quem e o quê eles eram gratos, doaram mais de dois terços de seus ganhos. Aqueles que estavam no grupo de controle e simplesmente escreviam sobre suas atividades diárias doaram menos da metade de seus ganhos.

“Os resultados deste estudo indicam que altos níveis de gratidão estão associados a níveis mais baixos de materialismo em adolescentes em uma ampla gama de grupos demográficos”, observou Chaplin. Ou seja, de acordo com os cientistas, o materialismo pode ser contido e sentimentos de gratidão podem ser reforçados.
A sugestão dos pesquisadores é que os pais promovam uma reflexão de gratidão diária ao redor da mesa de jantar. Também é possível fazer com que as crianças façam cartazes pelos quais são gratos ou mantenham um “frasco de gratidão” onde elas possam escrever algo por que são gratos a cada semana.

Ótimas ideias pra serem colocadas em prática com os filhos, não é?
Fonte: Crescer

Sem comentários

Deixe uma resposta