post

De olho no seu filho: acidentes domésticos aumentam 25% durante as férias

De olho no seu filho: acidentes domésticos aumentam 25% durante as férias

No Brasil, ocorrem cerca de 200 mil acidentes domésticos com crianças. Nas férias escolares, principalmente, acidentes como queimaduras, quedas e afogamento crescem em 25%. Por isso, apesar das férias serem um momento ótimo para aproveitar a companhia das crianças, é preciso ter cuidado em dobro.

Andreia Weinmann, neuropediatra, disse que existem muitos perigos que passam despercebidos pelos pais. “Na ânsia de se divertir, a criança pode se descuidar e escorregar em pisos de piscinas, por exemplo”, ela afirmou.

Além disso, é preciso ficar atento a azulejos quebrados, ralos ou pedras soltas nas piscinas porque nem todos os hotéis e clubes fazem a manutenção correta das áreas de lazer. Isso pode causar cortes, quedas e acidentes. Andreia também lembrou da importância de prevenir os afogamentos. “Quando o afogamento não é fatal, pode levar à falta de oxigênio no cérebro, deixando sequelas graves, como a paralisia cerebral”.

Outro cuidado importante é prevenir que a criança pule em águas muito escuras, perto de pedras ou em águas rasas. De acordo com a SBC, Sociedade Brasileira de Coluna, os mergulhos durante o verão são a segunda causa de lesão de medula no Brasil. E a maior parte dessas lesões ocorre quando a criança mergulha em águas rasas, escuras e desconhecidas.

Além das piscinas, cachoeiras e rios, é preciso ter atenção redobrada em terra firme. “Crianças não tem muita noção do perigo. Elas querem se aventurar, descobrir o mundo, superar seus limites. Com isso, não imaginam que podem sofrer uma queda e se machucar”, diz Andreia.

Sendo assim, se seu filho estiver brincando com patins, skates, bicicletas ou patinetes, o ideal é comprar um kit de proteção: certifique-se que ele esteja sempre usando capacete, joelheira e cotoveleira.

“A prevenção dos acidentes significa o aproveitamento das férias pelas crianças e pela família. Certamente, nenhuma criança gostaria de perder suas férias por causa de um acidente que poderia ser evitado”, finaliza Andreia.
Fonte: Pai e filhos

Sem comentários

Deixe uma resposta