post

Como ter motivação para estudar?

Como ter motivação para estudar?

Os livros estão ali, sua mesa está arrumada, você tem tudo o que precisa, mas simplesmente você não consegue começar os estudos?

O que falta em você é motivação para estudar.

Nesse artigo você irá aprender sobre a importância da motivação, como definir objetivos, como manter-se motivado para estudar e qual a importância de ter motivos positivos em sua vida de estudos. Leia esse artigo até o final para compreender tudo corretamente.

Ah! Pegue um papel e uma caneta ou abra seu bloco de notas do computador, você vai precisar.

O que é motivação e porque ela é importante?
De acordo com o site origem da palavra:

“Motivação” vem de “motivo”, que vem do Latim MOTIVUS, “o que impele, o que move”, de MOTUS, particípio passado de MOVERE, “impelir, colocar em movimento”

Veja que interessante, a origem da palavra motivação é motivo, ou seja, para que você consiga ter motivação você precisa de um motivo.

Você não realiza qualquer atividade sem um motivo. Se você está enviando uma mensagem para um amigo você tem um motivo, se você está indo trabalhar você tem um motivo, se você está lendo esse texto aqui você tem um motivo.

O mais importante vem agora. Seus objetivos são validados pelos seus motivos. Portanto, você só estará motivado para estudar se você tiver objetivos bem definidos.

Então eu te pergunto, quais são seus objetivos de estudo? Ou porque você está estudando?

Muitas pessoas me respondem a essas perguntas com “ué, eu estudo para ficar inteligente“, “estou estudando para me formar“, “estou estudando para passar em um concurso“. Algumas dessas respostas podem até parecer bons objetivos de estudos, mas estão longe disso.

O primeiro passo para manter-se motivado para estudar é ter um bom objetivo.

O poder motivacional dos objetivos definidos.
Ter objetivos mantém você focado em sua atividade, pois você sempre terá um bom motivo para estudar.

Parece bobeira, mas viver sem objetivos é deixar sua vida no piloto automático, você não sabe para onde está indo, só está indo. Para você alcançar algo é preciso que você tenha bons objetivos e isso vale também para seus estudos. Mas para isso você precisa saber criar objetivos corretamente.

Um objetivo só é bem feito quando ele é bem definido. Se você está estudando não adianta dizer que é para “passar em concurso” ou “para se formar” ou “aprender um idioma“. Você tem que ser específico com o que deseja, só assim conseguirá visualizar o que pretende.

Siga esse passo a passo para criar bons objetivos.

Passo 1: Como definir um objetivo de estudo corretamente.
A característica principal de um bom objetivo é ele ser específico. Vou dar vários exemplos em diversas áreas que vão te ajudar a definir seu objetivo.

Definindo um objetivo especifico para concurseiros:
Errado: Quero passar em um concurso

Certo: Quero ser aprovado no concurso da Receita Federal, no cargo de Auditor Fiscal até o dia 12 de Dezembro.

Definindo um bom objetivo para aprender outra língua:
Errado: Quero aprender a falar inglês

Certo: Quero ler e compreender um livro em inglês completo sem auxílio do dicionário até o dia 29 de dezembro.

Definindo um bom objetivo para acadêmicos:
Errado: Quero terminar meu TCC

Certo: Quero terminar 20 páginas do meu TCC até o dia 30 de julho.

Definindo um bom objetivo para estudantes do ENEM
Errado: Quero passar no ENEM

Certo: Quero tirar 827,37 no ENEM para que possa ingressar em direito na Universidade Federal Fluminense no dia 15 de Fevereiro pelo SISU.

Acredito que com esses exemplos você já consiga definir bem seu objetivo de longo prazo. Escreva no topo da sua folha seu objetivo, igual na imagem abaixo.
IMPORTANTE: Tenha certeza de estar definindo um objetivo realista. Não adianta você colocar que será aprovado em uma prova que acontecerá daqui um mês se você nem começou a estudar. Seu cérebro sabe que você não está falando a verdade e por isso você sofrerá uma auto sabotagem.

Após escrever seu objetivo já será de grande ajuda para sentir-se motivado, mas não o suficiente. Muitas vezes os objetivos de longo prazo ficam muito distantes do dia a dia do estudante, e faz com que muitas pessoas desanimem. Por isso é importante agora definir suas metas.

A importância das metas.
“É preciso impor a si mesmo algumas metas para se ter a coragem de alcançá-las.”

Benito Mussolini

Metas são os passos que você deverá seguir para atingir seu objetivo maior. Essas metas são importantes porque elas são a base das pequenas vitórias, que irão deixar você sempre disposto a continuar estudando.

Para que você faça algo você precisa de um motivo. Escrevi isso acima e quero frisar novamente para que você entenda a importância das suas metas. Saber escrevê-las corretamente é essencial para que você consiga atingir os seus objetivos

Passo 2: Definindo metas.
Na mesma folha onde você anotou seu objetivo de longo prazo, você irá escrever logo abaixo todos os passos para concretizar esse objetivo. Observe a imagem.
É importante que você anote todos os passos necessários sem se esquecer de nenhum, pois os mesmos serão necessários depois para utilizar em seu plano de estudo.

Lembre-se que essas metas também precisam ser específicas, não adianta escrever na folha “estudar a apostila do concurso“, o certo é “estudar a apostila do concurso no total de 220 folhas até o dia 07 de julho“.

Após você escrever todas as suas metas vamos para a fase final da definição dos objetivos.

Mantendo-se motivado com Metas e recompensas diárias.
Certo, agora você já tem escrito na folha seu objetivo de longo prazo e suas metas. Chegou a hora de definir suas metas diárias e sua recompensa. Isso vai te ajudar a ficar sempre motivado.

O cérebro gosta de recompensas, por isso defini-las agora será um passo importante para construir a base da sua motivação com os estudos. Além disso, essas recompensas o ajudarão a construir seu hábito de estudos.

Passo 3: Definindo metas e recompensas diárias
Escreva no papel ou no bloco de notas o que você deverá fazer todo dia para atingir sua meta. Observe o exemplo, vai te ajudar a criar suas metas e recompensas diárias.

Digamos que seu objetivo é ser auditor fiscal da receita federal, e sua meta seja estudar as 220 folhas da apostila até o dia 07 de julho (Eu sei, uma apostila com apenas 220 de folhas é impossível, mas é só um exemplo :P). Imaginando que hoje é 01 de março você calcula os dias até o dia 07 de julho, totalizando 127 dias. Levando em conta sua meta se você ler 2 páginas por dia você completa sua meta diária.

Observe a imagem abaixo como eu fiz. É obvio que um objetivo envolve muitas metas, esse é apenas um exemplo para você completar as suas.
Você entendeu como distribuir suas metas diárias? Agora o que você faz é definir uma recompensa diária para cada final de estudos. Isso é importante para se motivar e também conseguir aprender com mais eficácia.

Você pode escolher qualquer coisa, gosta de chocolate? Então pode colocar que sempre ao final das suas metas diárias de estudo você irá comer chocolate (só cuidado que essa meta pode te gerar alguns quilinhos 🙂 ) Gosta de seriados igual a mim? Então que tal assistir um episódio da sua série favorita assim que terminar de estudar? Esse é um ótimo incentivo, pelo menos para mim foi.

Use sua criatividade para criar estímulos, esse ritual vai te manter sempre motivado para estudar.

Você já tem pronto, seus objetivos, metas, metas diárias e recompensas. A partir desse ponto você irá definir seu motivo. É ele quem irá confirmar ou alterar seu objetivo.

O que te motiva a alcançar esse objetivo?
Logo acima você leu que seus objetivos são validados pelos seus motivos. Seus motivos irão fazer você confirmar ou trocar seus objetivos. Você terá que fazer um trabalho de reflexão e responder a pergunta:

O que te motiva a completar esse objetivo?

Saber definir corretamente seus motivos é muito importante para que você consiga mais rendimento com seus estudos. Muitas pessoas tem motivos negativos para alcançar o que desejam, como “quero passar em um concurso para mandar meu chefe pro inferno“, “quero terminar minha faculdade para sair de casa“. Esses motivos não tem a mesma força que um motivo positivo, como “Tenho sonho de ser juiz por isso quero passar nesse concurso“, “quero terminar minha faculdade para exercer a profissão que adoro“.

Quando o motivo é positivo você joga a seu próprio favor. Seu cérebro assimila melhor as informações, sua motivação para estudar é sempre maior e você tem poucos problemas com estresse.

Na imagem abaixo eu coloquei um motivo hipotético para uma pessoa que quer ser auditor fiscal, repare em como o motivo é positivo.
Pense a respeito do seu objetivo. O que está te motivando a completá-lo? É um motivo positivo ou negativo? Se for negativo recomendo realmente que você reavalie o que deseja, pois uma motivação negativa vai tornar você uma pessoa estressada e infeliz. Se o seu objetivo for positivo, mantenha-se firme, você tem uma força que o manterá sempre motivado.

IMPORTANTE: Jamais minta para si mesmo. Só troque sua meta negativa por uma positiva se você realmente acreditar. Mentir para você mesmo só vai torná-lo mais desmotivado para estudar. Tenho certeza que se você fizer uma reflexão conseguirá desenvolver uma meta positiva que esteja de acordo com o que você acredita.

Motivação por dor ou prazer.
Há duas motivações principais para a ação humana, dor ou prazer. Algumas pessoas estudam para evitar a dor de uma reprovação ou de um fracasso. Outras estudam pelo prazer de aprender ou conseguir a carreira dos seus sonhos. A dor ou o Prazer podem ser gerados pelo mesmo objetivo, passar no ENEM, passar no concurso, ficar inteligente. Mas existe uma grande diferença entre uma motivação por dor e uma por prazer.

Exemplos:

Motivação por dor: “Não quero desapontar meus pais”

Motivação por prazer: “Quero ser juiz federal”

As pessoas que tem uma motivação pelo prazer obtêm muito mais resultados com seus estudos e se mantém muito mais motivadas a continuar estudando do que as pessoas que tem motivação pela dor. Isso se deve principalmente ao fato de que o cérebro como já escrevi antes gosta de recompensas, ele procura isso sempre. Outra coisa que ele faz é evitar a dor. Portanto lembre-se bem disso na hora de definir seus motivos para estudar.

Acreditar em seus objetivos para manter-se motivado a estudar
Agora que você já tem seus objetivos, metas e motivos definidos, você precisa acreditar neles. Nesse momento você irá utilizar sua imaginação para se visualizar com seu objetivo completado. Você consegue se ver nessa situação? Você acredita que é possível alcançar esse objetivo? Se sua resposta for positiva então você já tem o combustível necessário para sua motivação.

Todas as vezes que se sentir desmotivado, se lembre dos seus motivos e objetivos, dê um tempo para se visualizar com ele completado. Como será seu sentimento quando você atingir seus objetivos? Sinta isso. Ao realizar essa prática você ficará mais motivado a estudar, além disso, você tem o suporte da sua recompensa diária para ajudar você a manter sua motivação.

Concluindo
Estabelecer metas e objetivos é importantíssimo para conseguir manter-se motivado para estudar. Eu mesmo aprendi a colocar minhas metas de aprendizado e sempre as sigo. Assim sei que estou seguindo o caminho que desejo ao contrário de simplesmente viver sem saber para onde vou. Esses objetivos me ajudam muito quando estou desanimado, é quando penso a respeito do porque estou estudando, é aquele empurrão necessário para eu começar uma leitura ou escrever um texto.

Agora você precisa entrar em ação. Se você já está com tudo pronto, comece a estudar agora mesmo, não espere amanhã ou a próxima segunda. Você tem que começar e seguir em frente.

Para te ajudar a entrar em ação, faça as atividades que coloquei abaixo.

Coloque em prática

1 Escreva seu objetivo e o motivo do seu objetivo em uma folha ou no bloco de notas do computador, reflita um pouco sobre ele e responda as perguntas. É um objetivo positivo? Ele pode ser alcançado? Você se vê 2 completando esse objetivo?
Complete seu objetivo com metas principais, metas diárias e recompensas e comece a estudar já!
3 Deixe um comentário, dúvida ou sugestão sobre o artigo. Sua participação é muito importante.

Fonte: http://estudareaprender.com/como-ter-motivacao-para-estudar/

Sem comentários

Deixe uma resposta