post

7 dicas de alimentação (e uma receita energética) para as provas

7 dicas de alimentação (e uma receita energética) para as provas

O que comer de manhã para não ficar sentindo fome nem sono na prova? O que fazer para evitar aquela dor de barriga de nervoso? Especialistas dão a dica
Aqui, você vai descobrir o que deve comer de manhã para não ficar sentindo fome nem sono na prova. Também há recomendações para quem costuma ter dor de barriga quando está ansioso. E, de quebra, ainda sugerimos mais algumas receitas fáceis e simples para o seu café da manhã e almoço pré-maratona.

  1. Jamais vá fazer a prova de estômago vazio. Mesmo que você seja do tipo que não consegue comer quando está ansioso, esforce-se para fazer uma refeição leve. Estômago vazio pode resultar em hipoglicemia (baixa da taxa de glicose no sangue), ocasionando sonolência e dificultando a concentração, além de dar tontura, dor de cabeça, queda na pressão e fraqueza. E lembre-se: provas como o Enem e Fuvest são uma verdadeira maratona que exigem muita energia mental. Não deixe de fornecer essa energia ao seu corpo.

Receita de suco energético para o dia da prova
Ingredientes:
• 1 polpa de açaí congelada
• 1 banana
• 1 colher de aveia
• 1 colher de linhaça dourada
• 100 ml de água bem gelada
• 1 colher de mel para adoçar
Bater tudo no liquidificador e tomar na hora.

  1. O que fazer para o café da manhã? “Se você já não tinha o hábito de realizar esta refeição, não será agora que vai montar um banquete colonial. Mas ficar em jejum também não dá. Fruta, leite semi-desnatado ou iogurte com baixo teor de gordura, cereal e pães integrais, queijo branco e geleia, são alguns exemplos de alimentos que podem compor esta refeição para abrir o seu dia e manter-se disposto”, aconselha Simone Caivano, nutricionista do Instituto Nutra e Viva.

Sugestão de almoço
• Uma porção de arroz integral ou macarrão integral com molho vermelho (alimentos integrais prolongam a saciedade)
• 1 porção de peixe ou frango, assado ou grelhado (mas nada de frituras)
• 1 porção de salada (alface, tomate, cenoura e beterraba)
• 1 fruta de sobremesa

Consuma carboidratos, que são uma boa fonte de energia e combustível para o cérebro. “Mas dê preferência aos alimentos integrais, que são ricos em fibra e proporcionam saciedade prolongada e regularidade no trânsito intestinal”, aconselha a chef de cozinha do Centro Europeu, Iracema Bertoco, que coordena uma oficina gastronômica para vestibulandos.

Almoço para os dias de prova

  1. O que comer no almoço para evitar a preguiça e o desconforto na hora da prova? Deixe a feijoada para o outro fim de semana. Refeições pesadas exigem muita energia para a digestão e acabam deixando você sonolento, prejudicando a leitura e interpretação das questões. Além disso, evite alimentos muito gordurosos: eles retardam o esvaziamento gástrico e dão sono. Evite também coisas com muito sal, como batata frita. Isso só vai aumentar a sua sede e causar desconforto durante a prova.

Fonte: https://guiadoestudante.abril.com.b

Sem comentários

Deixe uma resposta