post

5 maneiras simples de desenvolver as habilidades espaciais das crianças

5 maneiras simples de desenvolver as habilidades espaciais das crianças

A melhor notícia sobre as habilidades de raciocínio espacial é que elas são maleáveis. Em outras palavras, podemos melhorá-las com a prática
Quando olhamos os mapas, carregamos o porta-malas para as férias, dispomos a mobília em um cômodo ou cortamos o bolo em fatias iguais, usamos habilidades de raciocínio espacial. Isso nos permite posicionar mentalmente objetos ou pensar de uma maneira que se relacione ao espaço e ao posicionamento, à área e ao tamanho das coisas dentro dele.

O raciocínio espacial não é apenas uma habilidade importante na vida cotidiana: é importante nas carreiras relacionadas à ciência, tecnologia, engenharia e matemática (STEM, na sigla em inglês). E nunca é cedo demais para as crianças desenvolverem e aprimorarem suas habilidades espaciais.

Habilidades espaciais estão ligadas ao sucesso no futuro

O nível de raciocínio espacial é o melhor indicador de que as crianças acabarão em uma carreira relacionada a STEM. Essas habilidades são especialmente importantes em trabalhos em que as pessoas precisam, por exemplo, gerar ou ler imagens de raios X e ultrassonografia, projetos de engenharia e arquitetura ou seções transversais de sistemas de aquecimento e encanamento.

Boas habilidades de raciocínio espacial estão ligadas a boas habilidades matemáticas. De fato, as habilidades iniciais de matemática das crianças são um melhor indicador de seu sucesso escolar no futuro do que a leitura precoce ou as habilidades socioemocionais.

Talvez a melhor notícia sobre as habilidades de raciocínio espacial seja que elas são maleáveis. Em outras palavras, podemos melhorá-las com a prática. Há muitas coisas divertidas e fáceis que os pais e outros cuidadores podem fazer para melhorar as habilidades de raciocínio espacial das crianças. Aqui estão as nossas cinco principais formas, baseadas em nossas pesquisas.

  1. Brincar com blocos

Embora muitas pessoas saibam que brinquedos de blocos desenvolvem habilidades motoras, sociais, linguísticas e cognitivas, menos pessoas percebem a conexão que eles têm com as habilidades espaciais.

As crianças que brincam com blocos têm melhores habilidades espaciais do que as crianças que não o fazem. Esses brinquedos envolvem muitas peças rotativas, móveis e encaixáveis. Brinquedos de montar que vêm com um objetivo, onde as crianças constroem uma dada estrutura a partir de uma representação espacial (instruções), desenvolvem suas habilidades espaciais de modo especial.

Quando brincamos com blocos, também usamos muita linguagem espacial – como “perto de”, “em cima”, “embaixo” –, o que é importante na construção de habilidades espaciais. De fato, as crianças e os adultos usam mais linguagem espacial quando brincam juntos com os blocos em comparação com outros tipos de jogo, incluindo brincar de fazer compras, de escolinha ou de cozinhar, brincar com animais de brinquedo e com bola.

  1. Use linguagem espacial

A linguagem espacial é uma ferramenta poderosa para o raciocínio espacial. Quanto mais as crianças a ouvem, mais a usam. As crianças com maior vocabulário espacial também são mais propensas a ter melhores habilidades de raciocínio espacial em uma idade posterior.

Os pais podem ajudá-las a formar a linguagem espacial, especialmente as palavras que descrevem um objeto:

dimensões (por exemplo, “alto”, “curto”, “extenso”, “estreito”)
forma (“círculo”, “quadrado”, “triângulo”, “oval”, “retângulo”) ou
propriedades espaciais (“redondas”, “retas”, “pontudas”, “curvas”, “afiadas”).
Ao pedir que as crianças guardem as coisas, seja o mais específico possível sobre a posição. Por exemplo, você pode dizer “coloque a caixa na lixeira”, “coloque os livros na estante” ou “coloque a massinha ao lado do micro-ondas”.

  1. Brinque com quebra-cabeças

Existe também uma relação positiva entre o jogo de quebra-cabeças e as habilidades espaciais. As crianças que jogam quebra-cabeças têm melhores habilidades espaciais do que as crianças que não jogam. Assim como com os blocos, quando você tenta encaixar um quebra-cabeça, você gira e move muito as peças.

Podemos incentivar as crianças a persistir com quebra-cabeças e ajudá-las a imaginar quais peças podem se encaixar em qualquer forma (“precisamos de uma peça com uma borda achatada”, por exemplo) ou visualizar a imagem que falta (“precisamos de folhas que têm um leve tom de verde”).

Nós também devemos nos certificar de que o quebra-cabeça é o adequado para sua habilidade – não muito fácil, mas não muito difícil. Quantos de nós desistimos de um quebra-cabeça de 1000 peças com 800 delas de céu ou água?

  1. Use e crie mapas

Mapas estão ao nosso redor. Eles mostram as relações espaciais entre objetos em nosso mundo. As crianças gostam de olhar e criar mapas. Pesquisas com crianças em idade pré-escolar mostram que a exposição e o uso de mapas ajudam as crianças a navegar por objetos através de um labirinto.

Jogos como caça ao tesouro usando um mapa e símbolos direcionais (como esquerda, direita, para cima, para baixo, norte e sul) são uma maneira divertida de ajudar as crianças a pensar espacialmente.

Explorar e criar diferentes tipos de mapas, como mapas-múndi, mapas de shoppings e mapas de ruas, mostram como as coisas em nosso mundo podem ser representadas espacialmente de maneiras diferentes e em escalas variadas. Mapas em papel e mapas digitais como o Google Maps e o Google Earth também são recursos maravilhosos.

  1. Incentive as crianças a usar gestos

Muitas pessoas usam gestos quando falam e isso é especialmente verdadeiro quando usamos a linguagem espacial, como dar orientações.

Outra pesquisa também sugere que muitas profissões STEM usam gestos ao trabalhar com problemas espaciais e que alunos que são expostos a gestos durante a instrução têm melhor desempenho em tarefas de resolução de problemas.

As crianças devem ser encorajadas a usar as mãos para mostrar como as coisas se movem, quando apontam para locais e objetos diferentes e quando usam a linguagem espacial. Os pais podem ajudar com isso.

*Professoras-assistentes da Universidade de Canberra.

Tradução de Janaína Imthurm.
Fonte: https://www.semprefamilia.com.br/5-maneiras-simples-de-desenvolver-as-habilidades-espaciais-das-criancas/

Sem comentários

Deixe uma resposta