post

Seu filho está com dificuldade na escola e você não sabe como ajudar?

Seu filho está com dificuldade na escola e você não sabe como ajudar?

Pra começar eu devo dizer que não me espantaria se você me dissesse que seu filho não está “indo bem” na escola. A escola, e não só a Brasileira, está carecendo de sentido, de ligação com a realidade, de função potencializadora e libertadora. Estamos errados em pensar que um currículo (ou seja, as “disciplinas” e o conteúdo da escola) puramente técnico vai dar conta de formar e interessar um ser humano.

Precisamos lembrar que a capacidade de aprender de um ser humano é quase inacreditável e esse desejo nos move. Pois bem, formatamos a escola completamente distante da curiosidade e eliminamos a liberdade quando impusemos conteúdos e disciplina quase militar. Acha que estou exagerando? Pense na “sirene” fabril que toca pro seu filho ir pra sala, em fila, onde ele senta em carteiras enfileiradas olhando o único que “sabe” e aguarda, imóvel, o que ele tem a dizer e a mandar.

Antes de você pensar que eu sou uma maluca pensando a educação, eu adianto: sou uma maluca pensando que essa educação tem dado mostras de que não funciona: Nos números de analfabetos, nas notas baixas, nos TDAHs – dos quais desconfio completamente – e na violência manifesta dentro da escola. Aliás, vale lembrar que isso são sintomas do que acontece na sociedade.

Tirando os momentos de convívio social – Intervalos, educação física, artes… – você sente falta da escola? Talvez você sinta falta de um momento em que as exigências e cobranças eram menores do que são hoje. O que já é de admirar, porque a pressão por bom desempenho da escola não é pouca, a comparação com os colegas, a classificação e ainda mais se pensarmos no momento psicológico em que a criança está.

Mas vamos lá, dada a formatação da escola e o fato de que seu filho – e tantas outras crianças – estão com “baixo desempenho” (dói colocar assim porque parece cruel com nossos pequenos, mas é isso! E que nos abra os olhos), como podemos ajuda-los?

Dicas para ajudar seu filho com dificuldade na escola

  • Reserve um tempo para estar com ele durante as tarefas, para que ele possa dividir o que aprendeu. Super importante porque estimulará sua curiosidade e sua percepção de capacidade.
  • Retire a pressão. Não é fácil porque não queremos que eles repitam, alguns de nós gasta dinheiro extra com a escola e etc. Mas ele precisa se esforçar e ser valorizado pelo esforço. O resultado é consequência.
  • Entenda o que ele está precisando, junto com a escola. A escola deve te amparar completamente, afinal foram aqueles profissionais que elaboraram as provas que atestam o desempenho do seu filho.
  • Entenda o momento que ele está vivendo. Crianças não separam o “profissional do pessoal” (desconfio que nem nós saibamos fazer isso). Envolva-se. Seu filho está bem em seu contexto geral? Com os amigos? Com a família? Com o cotidiano?
  • Encontre ajuda. Não sabe como ajuda-lo? Encontre um professor que o ajude, procure ferramentas, ajudas em grupos espalhados pela internet ou em sua cidade. Há várias opções.
  • Nada de “resultados garantidos”.  Nenhuma aula de reforço ou acompanhamento psicológico ou pedagógico irá garantir que seu filho subitamente comece a ir bem. Isso leva tempo, pra resolver questões psíquicas ou de conteúdos de base. É preciso calma, é um processo de crescimento.

Lembre-se, seu filho precisa do seu amparo pra que se sinta forte e seguro. Precisa da sua ajuda pra melhorar sua autoestima que é altamente afetada por essas situações. E precisa de vivências de aprendizado fora do ambiente escolar, como na praça com amigos, como em uma aula de culinária para crianças, como uma oficina de teatro ou como uma horta do bairro.

Fonte: Pais que educam

Sem comentários

Deixe uma resposta