post

Dicas para você organizar seu tempo de estudos

Dicas para você organizar seu tempo de estudos

Entregar as tarefas escolares no prazo e estar bem preparado para as provas não é suficiente. Organizar seu tempo de estudos vai além de cumprir rotinas. Trata-se, principalmente, de ter tempo de qualidade reservado para o seu aprendizado.

Porém, não é tarefa fácil organizar a agenda, ainda mais para quem precisa conciliar o trabalho com os estudos ou com outras tarefas do dia a dia.

A boa notícia é que existem técnicas e ferramentas que ajudam a planejar e organizar uma rotina para otimizar seu aprendizado. A ideia central é adaptar o tempo disponível às suas necessidades, mesmo que ele seja escasso.

Para ajudar, preparamos as dicas a seguir para você montar seu cronograma de estudos. Coloque-as em prática desde já para impulsionar não só seu desempenho na vida acadêmica, mas também para melhorar a execução de suas demais atividades. Pronto para começar?

  1. Faça um planejamento de longo prazo
    Pode parecer uma dica óbvia, mas quanto mais atividades você tiver em seu dia a dia, mais disciplina será necessária para cumprir sua rotina de estudos. Portanto, organize sua agenda de modo a dar prioridade a seu aprendizado.

Comece planejando como será seu dia ou sua semana. Preveja quanto tempo será necessário para realizar as tarefas habituais. Dê a seus estudos prioridade máxima e inclua-os em horários fixos, se possível. Isso ajuda o cérebro a se programar e absorver melhor seus novos conhecimentos.

Feito isso, estenda seu plano para períodos como meses, trimestres, semestres e assim por diante.

Leve em consideração se você faz aulas presenciais ou se é adepto da educação a distância. Pode não parecer, mas o tempo que você leva para chegar até o local de seus estudos faz muita diferença nas horas disponíveis para executar suas tarefas.

Faça esse planejamento também para os conteúdos que você pretende estudar. Foque nos temas em que tem mais dificuldade, mas também não abandone aqueles com os quais você se sente mais confortável.

Evite a armadilha de pensar que já domina algum assunto, principalmente sabendo que as mudanças tecnológicas que vêm acontecendo podem transformar do dia para a noite o conhecimento que se tem sobre determinado assunto.

Planejar a distribuição de seus deveres é um exercício importante. Isso permite que você veja como está administrando seu tempo. Dessa forma, é possível saber se a organização das suas atividades precisa melhorar ou se há alguma brecha para distração que deve ser combatida.

  1. Use a tecnologia a seu favor
    Existem aplicativos que ajudam na organização da sua rotina de estudos. O Google Keep, por exemplo, cria notas de lembrete e permite fazer as chamadas “to-do lists”, listas simples de tarefas para serem riscadas à medida em que são concluídas. Outros aplicativos semelhantes são Any.Do, Todoist e Wunderlist.

Se preferir soluções mais integradas, você pode usar a própria agenda ou calendário de seu smartphone. A maioria hoje permite a criação de alarmes ou lembretes. Use-os para se lembrar de fazer o que incluiu em seu planejamento de acordo com o tempo que destinado a cada uma delas.

Você pode experimentar também cronometrar a execução de cada uma de suas tarefas, de maneira a entender exatamente quanto tempo cada uma leva para ser executada. Isso permitirá que você tenha uma visão mais precisa de como elas se encaixam em seu cronograma de estudos. E isso nos leva ao próximo tópico.

  1. Entenda o tempo de cada tarefa
    Nem todas as suas obrigações demandam o mesmo tempo para serem executadas. Cronometrar o tempo que cada uma consome vai ajudar você a se organizar melhor e a elaborar um planejamento de acordo com sua realidade.

Ser específico no momento da definição das atividades a cumprir também ajuda muito, pois permite saber as etapas necessárias para a execução de cada uma delas.

Ainda que uma dessas atividades tome mais tempo do que o previsto em sua rotina, é possível usar esse aprendizado para aprimorar os tópicos do seu planejamento

Colocando seu plano de estudos em prática, você saberá exatamente quanto tempo leva para realizar o que foi previsto e poderá avaliar com mais precisão como distribuir seus deveres em seu dia a dia.

Você também vai evitar os focos de distração e, dessa forma, sua concentração nos estudos tende a melhorar.

Evite cair na armadilha de subestimar o tempo que você leva para cumprir determinada tarefa, principalmente se for algo que você nunca fez antes.

Algumas demandas podem consumir muito mais tempo do que o previsto. Isso acontece quando precisamos primeiro aprender como as atividades devem ser feitas para, só então, concluí-las.

Prever com folga o seu cronograma permitirá alguns momentos de descanso, que também são importantes para o aprendizado.

  1. Crie uma forma prática de visualizar sua rotina
    Organize visualmente o que você planejou e mantenha sua lista de tarefas sempre à mão. O ideal é que mantenha consigo uma versão resumida de seu planejamento para consultas rápidas, de maneira a eliminar as atividades que vão sendo concluídas e evitar distrações.

Para isso, escolha a maneira mais confortável de dispor essas informações. Você pode usar diagramas ou listas com diferentes cores para separar seus afazeres. Para isso, use os aplicativos para smartphone, o rascunho do seu e-mail ou até mesmo cadernos e lousas.

Algumas pessoas fixam melhor as informações quando escrevem à mão. Descubra o quanto essa técnica pode ser útil para você e passe a utilizá-la tanto em sua rotina de estudos quanto para planejar suas outras tarefas.

Se não tiver muito tempo para escrever, uma ideia que pode ajudar é gravar instruções para si mesmo antes de dormir ou de começar uma nova semana. Essas gravações podem ser feitas em um aplicativo simples de celular e a vantagem é que ficam sempre por perto.

O importante é que essas ferramentas poupem o tempo e a energia que você gastaria tendo que se lembrar do que planejou.

  1. Analise seu desempenho
    Ao final de cada dia e de cada semana, separe alguns momentos para analisar seu progresso. Avalie o quanto você conseguiu cumprir e busque entender os motivos que levaram a esse resultado.

Não se preocupe se não conseguir cumprir tudo o que propôs em seu calendário, principalmente se estiver nas primeiras semanas de implementação do seu planejamento.

À medida em que essa técnica for empregada, mais clara se tornará a sua visão sobre seus compromissos e isso permitirá maior precisão na hora de determinar o tempo que cada atividade precisa para ser executada.

Além disso, manter um histórico de tarefas concluídas e tempo de execução de cada uma delas é uma poderosa forma de auxiliar a construção de seu planejamento. Você pode fazer isso em um aplicativo de celular ou mesmo em uma agenda tradicional.

  1. Reflita sobre o que aprendeu e mantenha-se atualizado
    Crie uma forma de acompanhar periodicamente sua evolução em sua rotina de estudos. Você pode marcar os conteúdos já vistos ou comparar o que já aprendeu com o currículo de seu curso, por exemplo.

Faça esse exercício para saber se o seu planejamento está sendo eficiente em cumprir o que você se propôs. Se não estiver no caminho certo, avalie o que está prejudicando a execução de seu planejamento e faça as alterações que achar necessárias.

Fazer uma autoavaliação de tempos em tempos também é importante. Ela permite saber se o resultado de seus esforços está em linha com o que você determinou no início de sua jornada. E mesmo que esse resultado não esteja, essa técnica permite fazer um rápido diagnóstico do que precisa ser ajustado.

Além disso, busque sempre checar se há alguma atualização dos conteúdos que você está estudando. Pode ser uma nova técnica em estudo, novas descobertas científicas ou mesmo novos experimentos que estejam em curso.

Para isso, vale criar uma rotina de acompanhamento de notícias e publicações especializadas sobre os temas em estudo. Manter contato com professores ou profissionais que usam esse conhecimento em sua área de atuação também é útil para descobrir novas tendências.

Fazer isso permitirá que você ponha à prova os conhecimentos que já adquiriu e fixe melhor o que já aprendeu. Também será útil para detectar se é necessário fazer alguma mudança em seu planejamento.

  1. Seja flexível com seu tempo de estudos
    Depois desse trabalho para organizar sua rotina, tente seguir o que planejou, mas busque também equilibrar a evolução de seu aprendizado com alguma flexibilidade em sua agenda.

Procure não preencher todo o tempo que você tem disponível com compromissos e obrigações. Fazer pausas é importante para deixar o cérebro descansar e até para fixar os seus novos conhecimentos.

Por isso, não deixe de fazer outras atividades importantes do seu cotidiano. Não abra mão de boas noites de sono e nem dos momentos destinados às refeições para ter mais tempo para estudar. Tire seus momentos de descanso e de lazer, de maneira a não prejudicar seu bem-estar.

Tenha em mente que imprevistos acontecem e que é normal fazer alterações no planejamento ao longo do caminho.

Se, ao final, as tarefas cumpridas não se parecerem em nada com as planejadas, avalie por que seu cronograma não previu essa alteração. Modifique-o, se necessário, para evitar que alguma lacuna prejudique sua rotina de estudos.

Essas são algumas das dicas mais importantes para você encontrar a melhor forma de organizar seu tempo de estudos. Fazendo isso, você melhora seu desempenho e passa a ter uma visão mais clara dos resultados de seus esforços.

Dicas para você organizar seu tempo de estudos

Sem comentários

Deixe uma resposta